Letramento e a gestão pública

de que modo as avaliações externas podem contribuir para uma educação que pro-mova uma sociedade justa?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55602/rlic.v11i2.302%20

Palavras-chave:

Processos avaliativos, Qualidade na educação, Gestão pública, Avaliação externa, Letramento, Educação

Resumo

As avaliações externas têm sido elaboradas com base no conceito de letramento. A relevância desse conceito, além do mais, se faz presente nos processos educativos.  Uma análise sobre as diferenças entre as avaliações pertencentes às práticas pedagógicas e as avaliações de larga escala se faz necessária, uma vez que suas funções, na educação, são distintas. Compreender a importância do Projeto Político-Pedagógico (PPP) nos processos educativos e avaliativos é outra questão a ser abordada neste artigo. Objetiva-se, assim, analisar e compreender a complexidade da elaboração das avaliações externas, com enfoque no letramento, tendo em vista o processo de ensino-aprendizagem no interior das instituições educacionais. A função da gestão pública é explorada sob a perspectiva de sua contribuição para uma educação de qualidade, sendo o conceito de letramento novamente considerado como ponto central. Conclui-se que as avaliações externas, quando compreendidas adequadamente, contribuem significativamente para melhorias no cenário educacional. Para a elaboração deste trabalho, optou-se pela realização de uma pesquisa bibliográfica.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Caroline Inês Becker, Instituto Superior de Educação Ivoti

    Possui graduação em Filosofia - bacharelado e licenciatura - pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) . Possui graduação em Letras: Português e Alemão - licenciatura - pelo Instituto Superior de Educação Ivoti (ISEI) por meio de bolsa de estudo cedida pelo governo alemão através do IFPLA. Atualmente é estudante da graduação de Letras: Português e Inglês (ISEI). Possui pós-graduação Lato Sensu em Gestão Pública (Uergs). Possui pós-graduação Lato Sensu em Alfabetização e Letramento pela Faculdade São Luís. 

  • Marcos Kan Moori, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

    Licenciatura em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1986), Bacharelado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e mestrado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1996). Professor assistente da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS).

Referências

DARLING-HAMMOND, L.; BRANSFORD, J. Preparando os professores para um mundo em transformação: o que devem aprender e estar aptos a fazer. Porto Alegre: Penso, 2019.

FURTADO, A. G. Princípios e concepções da gestão escolar. Curitiba, PR: IESDE, 2020.

GARGARELLA, R. As teorias da Justiça depois de Rawls: um breve manual de filosofia política. São Paulo: Martins Fontes, 2008

HOFFMANN, J. O jogo do contrário em avaliação. 10. ed. Porto Alegre: Mediação, 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Avaliações e Exames Educacionais. Brasília, DF, 2023. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais Acesso em: 08 de out. 2023.

LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2007.

MARÇAL, J. Gestão do trabalho pedagógico. Curitiba, PR: IESDE, 2021.

MORAN, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 4. ed. Campinas, SP: Papirus, 2007.

PISA 2018 -MATRIZ DE LETRAMENTO EM LEITURA – versão preliminar. Disponível em: https://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/pisa/marcos_referenciais/2018/pisa2018-matriz_referencia_leitura_traduzida.pdf. Acesso em: 17 nov. 2023.

SOEK, A. M. Planejamento institucional. Curitiba, PR: IESDE, 2021.

Downloads

Publicado

26-02-2024

Edição

Seção

Artigos livres

Como Citar

Letramento e a gestão pública: de que modo as avaliações externas podem contribuir para uma educação que pro-mova uma sociedade justa?. (2024). Revista Acadêmica Licencia&Acturas, 11(2), 76-90. https://doi.org/10.55602/rlic.v11i2.302

Artigos Semelhantes

1-10 de 270

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.